Revista Egitania Sciencia - Volume 13 | ARTIGO

Título: POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA E EFEITOS NA SAÚDE HUMANA

Autor: Inês Lisboa (ines_cpsl@hotmail.com)*, Pedro Rodrigues (prodrigues@ipg.pt)**
* Licenciada em Engenharia do Ambiente. Mestranda em Sistemas Integrados de Gestão [AQS&RS] na ESTG/IPG. Formadora na área de Ambiente, Higiene e Segurança no Trabalho. | ** Doutorado em Química. Professor Adjunto na Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico da Guarda
Publicação: Revista Egitania Sciencia - Volume 13

Resumo:
Ao longo dos anos a poluição atmosférica tem sido encarada de uma forma diferente. Inicialmente apenas os agentes químicos eram considerados poluentes, agora cada vez mais, os poluentes biológicos são alvo de monitorizações e estudos. Os poluentes atmosféricos mais comuns provêm principalmente das indústrias, do tráfego automóvel e da polinização das plantas e árvores. As alergias, têm tido um aumento muito significativo e são já consideradas um problema de saúde pública. No artigo são apresentados diversos estudos comparativos de trabalhos realizados em Portugal e na Europa sobre a influência dos poluentes atmosféricos na saúde pública. As grandes cidades têm em geral, maior concentração de poluentes do que as cidades mais pequenas, este facto deve-se não só à quantidade excessiva de tráfego automóvel, mas também às grandes zonas industriais envolventes. Cada pessoa, dependendo da idade e do estado de saúde, apresenta diferentes respostas à exposição aos poluentes atmosféricos. Doenças do foro respiratório, cardiovascular e alérgicas são as mais frequentemente relacionadas com a poluição atmosférica.


Palavras-chave: Poluição Atmosférica, Doenças Alérgicas, Pólenes





               INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA | Av. Dr. Francisco Sá Carneiro, 50 | 6300 - 559 Guarda | Tel.+351271220100 | Fax +351271222690