Revista Egitania Sciencia - Volume 16 | ARTIGO

Título: CONSUMO E EXCREÇÃO DE CÁLCIO EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS DO CONCELHO DE BRAGANÇA

Autor: Ana Teresa Domingues Gonçalves, Andreia Raquel Fernandes de Oliveira, António José Andrade Pereira, Jerusa Vieira Delindro, António José Gonçalves Fernandes e Juliana Almeida-de-Souza

Publicação: Revista Egitania Sciencia - Volume 16

Resumo:
Este estudo pretendeu verificar a relação da ingestão de cálcio, sódio e proteína com a excreção urinária de cálcio, bem como investigar se idosos com patologias apresentam diferenças na calciúria. Para isso, foi realizado um estudo quantitativo, observacional, transversal e analítico com base numa amostra inicial de residentes em lares do concelho de Bragança. Recolheram-se os dados pessoais, antropométricos bem como informação acerca da existência de patologias. Para estimar o consumo de micro e macronutrientes foi aplicado um recordatório de 24 horas e para a avaliação da calciúria foram recolhidas amostras da urina de 24 horas. O tratamento dos dados envolveu o uso do SPSS 21.0 e dos testes de Wilcoxon, Spearman e Mann-Whitney-Wilcoxon. Os resultados demonstraram que a maioria dos idosos consome sódio e proteína acima do recomendado e cálcio abaixo do recomendado. As patologias não se mostraram relacionadas com a calciúria. Verificou-se, igualmente, que o consumo e a excreção de cálcio não estavam correlacionados. O estudo da associação entre a calciúria e o consumo de proteína e sódio revelou a existência de correlações positivas, embora fracas. Conclui-se que, para além de controlar a ingestão de cálcio em idosos institucionalizados, torna-se necessário adequar o consumo de sódio e proteína aos valores recomendados, de forma a minimizar as perdas de cálcio na urina.

Palavras-chave: Ingestão, Excreção, Cálcio, Idosos, Bragança




               INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA | Av. Dr. Francisco Sá Carneiro, 50 | 6300 - 559 Guarda | Tel.+351271220100 | Fax +351271222690