Revista Egitania Sciencia - Volume 18 | ARTIGO

Título: SUBPRODUTOS E DESPERDÍCIOS DA PRODUÇÃO VINÍCOLA PARA A OBTENÇÃO DE NUTRACÊUTICOS

Autor: Carla Sousa (sousasil@ufp.edu.pt), Ana Filipa Pereira (22943@ufp.edu.pt), Ana F. Vinha (acvinha@ufp.edu.pt), Ana Nunes (acbnunes@gmail.com)

Publicação: Revista Egitania Sciencia - Volume 18

Resumo:
Atualmente, a União Europeia encoraja o uso de subprodutos agro-alimentares como forma de obtenção de nutracêuticos, tais como proteínas, fibras, polissacarídeos, fitoquímicos, entre outros. A reutilização destes subprodutos pode passar pela produção de ingredientes funcionais, com aplicação na indústria alimentar, farmacêutica e cosmética. Os polifenóis apresentam diferentes propriedades fisiológicas associadas aos diferentes grupos de compostos bioativos, tais como antioxidante, cardioprotetora, anticarcinogénica, anti-inflamatória, antimicrobiana. O benefício do consumo de vinho tinto é já reconhecido, sendo este associado à presença de certos compostos polifenólicos, tais como resveratrol, quercetina e catequina; no entanto, estes não são suficientes para caracterizar o vinho como alimento funcional. Por esse motivo, o interesse por ingredientes funcionais com base em extratos de vinho de uva e de videira (subprodutos e desperdícios da produção vinícola), tem vindo a aumentar, fomentando o conceito de sustentabilidade.

Palavras-chave: nutracêuticos, subprodutos, sustentabilidade, uva, extratos da videira, polifenóis, atividades biológicas




               INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA | Av. Dr. Francisco Sá Carneiro, 50 | 6300 - 559 Guarda | Tel.+351271220100 | Fax +351271222690