Revista Egitania Sciencia - Volume 20 | ARTIGO

Título: JOGO DIRIGIDO E JOGO ESPONTÂNEO NA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR

Autor: Andreia Santos (acasantos@esec.pt) *, Jorge Fernandes (jorgefuevora@uevora.pt) **, Fernando Martins (fmlmanrtins@esec.pt) ***, Rui Mendes (rmendes@esec.pt)*
* Instituto Politécnico de Coimbra, Escola Superior de Educação, Mestrado em Jogo e Motricidade na Infância, UNICID – ASSERT, Instituto Politécnico de Coimbra, IIA, ROBOCORP ** Universidade de Évora, Departamento de Desporto e Saúde, Escola de Ciências e Tecnologia *** Instituto Politécnico de Coimbra, Escola Superior de Educação, Mestrado em Jogo e Motricidade na Infância, UNICID – ASSERT, Instituto Politécnico de Coimbra, IIA, ROBOCORP, Instituto de Telecomunicações, Delegação da Covilhã, Portugal
Publicação: Revista Egitania Sciencia - Volume 20

Resumo:
A presente investigação analisa a influência de dois programas de intervenção psicomotora no desenvolvimento sócio-emocional e do autoconceito infantil: 1) Jogo espontâneo (GE), onde o adulto participa ativamente nos diferentes jogos criados espontaneamente pela criança, e 2) Jogo dirigido (GD), que consiste em diferentes jogos planeados e organizados pelo adulto para as crianças, tendo este apenas a função de ensinar o jogo e de dar feedback sobre a performance da criança. Participaram 46 crianças (4.1±0.8 anos de idade), 46 encarregados de educação (34.9±5.5 anos de idade) e 3 educadoras (54±2.9 anos de idade) de crianças organizadas em 3 grupos experimentais: GE, GD e grupo controlo (GC), que não sofreu intervenção. Os participantes foram avaliados previamente e após a fase de intervenção (24 sessões) através dos seguintes instrumentos de avaliação: 1) Escala de Percepção do Autoconceito Infantil; 2) Preschool and Kindergarten behavior scale- second edition. Ao primeiro responderam as crianças e ao segundo os encarregados de educação e as educadoras. Foram encontradas diferenças estatisticamente significativas no GE, entre o pré e o pós-teste. Estas diferenças foram observadas ao nível da diminuição dos problemas de comportamento sinalizados pelas educadoras, e no aumento do autoconceito das crianças

Palavras-chave: Jogo, educação pré-escolar, aptidões sociais, problemas de comportamento, a




               INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA | Av. Dr. Francisco Sá Carneiro, 50 | 6300 - 559 Guarda | Tel.+351271220100 | Fax +351271222690