Revista Egitania Sciencia - Volume 21 | ARTIGO

Título: A DEPRESSÃO GERIÁTRICA E SUA RELAÇÃO COM A SOLIDÃO NUMA AMOSTRA DE UTENTES COM SERVIÇO DE APOIO DOMICILIÁRIO

Autor: Ricardo Pocinho (pocinho@hotmail.com), Tatiana Neves (tatiana.isabel.neves@gmail.com), Pedro Belo (pedro.belo.santos@gmail.com), Anabela Martins (anabelacmartins@estescoimbra.pt)

Publicação: Revista Egitania Sciencia - Volume 21

Resumo:
O Serviço de Apoio Domiciliário (SAD) tem sido implementado na sociedade como um apoio social às pessoas idosas. Com caraterísticas de intervenção semelhantes ao Centro de Dia, o SAD caraterizase por uma deslocação ao domicílio de técnicos com a perspetiva de promover suporte básico diário ao idoso. Este estudo, realizado em Coimbra, teve como objetivo perceber se o Serviço de Apoio Domiciliário evita a Solidão e, consequentemente, a existência de sintomatologia depressiva. Metodologicamente foi estudado um modelo preditor da sintomatologia depressiva geriátrica, tendo por base a Satisfação com o Serviço de Apoio Domiciliário e a Solidão. Observou-se, através de um modelo ajustado, que a Solidão é um preditor significativo da Depressão Geriátrica (r2= 0,607; p<,05), havendo uma correlação significativa e positiva entre Solidão e Depressão Geriátrica (r = 7,41; p<,05). Assim, associada à Solidão pode surgir a Depressão Geriátrica, a qual pode comprometer o funcionamento cognitivo do idoso que começa por manifestar dificuldades nos processos mais complexos, principiando por interferir na tomada de decisão, na autonomia e na qualidade de vida. Além de um Serviço de Apoio Domiciliário, deverá ser proporcionado ao idoso um suporte social que lhe permita preencher o vazio, evitando a solidão.

Palavras-chave: Serviço de Apoio Domiciliário, Idoso, Solidão, Depressão Geriátrica




               INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA | Av. Dr. Francisco Sá Carneiro, 50 | 6300 - 559 Guarda | Tel.+351271220100 | Fax +351271222690