Revista Egitania Sciencia - Volume 22 | ARTIGO

Título: AMAMENTAÇÃO, ALIMENTAÇÃO, ATIVIDADE FÍSICA E ESTADO NUTRICIONAL EM CRIANÇAS DOS 2 AOS 5 ANOS

Autor: Ana Araci Rocha de Sousa (a28235@alunos.ipb.pt) * Jacinta Isabel Pedro Mendes (a27708@alunos.ipb.pt) * Jéssica Andreia Freitas Fernandes (a27709@alunos.ipb.pt) * Sara Patrícia Bouças Ribeiro (a27739@alunos.ipb.pt) * António José Gonçalves Fernandes (toze@ipb.pt)** Juliana Almeida de Souza (julianalmeida@ipb.pt)***
* Licenciadas em Dietética e Nutrição pela Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Bragança. ** Professor Adjunto do Instituto Politécnico de Bragança. Mestre em Gestão pela Universidade da Beira Interior. Doutorado em Gestão pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. Investigador Integrado do Centro de Investigação de Montanha. Campus de Santa Apolónia - 5300-253 Bragança, Portugal *** Professora Adjunta do Instituto Politécnico de Bragança. Mestre em Saúde Pública pela Universidade do Porto. Doutorada em Ciências do Consumo Alimentar e Nutrição pela Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto. Investigadora não integrada do Centro de Investigação de Montanha. Campus de Santa Apolónia - 5300-253 Bragança, Portugal
Publicação: Revista Egitania Sciencia - Volume 22

Resumo:
O objetivo deste trabalho de investigação foi estudar a associação entre o estado nutricional e as práticas de aleitamento, duração, exclusividade e não exclusividade, introdução de leite de fórmula e a sua duração, início da diversificação alimentar, consumo alimentar por grupo de alimento e prática de atividade física. Para isso, desenvolveu-se um estudo transversal baseado numa amostra de 143 crianças dos 2 aos 5 anos. Os dados foram analisados com recurso ao software SPSS 23.0. e teste da correlação de Spearman.
Encontrou-se correlação positiva mas fraca entre o percentil-peso e o consumo de sumos naturais, bolos e bolachas; entre o percentil-IMC e o consumo de leite magro, bolos e bolachas; o percentil-estatura e o consumo de leguminosas e sumos naturais; e a circunferência do pescoço e o leite achocolatado, pão, refrigerantes, bolos e bolachas e, ainda, chocolates ou gomas. Foi, também, encontrada correlação negativa mas fraca entre o percentil-peso e o consumo de tubérculos; o percentil-IMC e o consumo de salada; a circunferência do pescoço e a fruta fresca; e a circunferência da cintura e o consumo de salada e peixe magro. Foi, ainda, encontrada correlação negativa mas fraca entre a duração do aleitamento por leite de fórmula e a circunferência do pescoço, a idade de diversificação alimentar e a circunferência da cintura. Não foram encontradas correlações estatisticamente significativas entre os restantes alimentos e o estado nutricional, bem como entre a prática de atividade física e o estado nutricional.


Palavras-chave: Crianças, Estado Nutricional, Amamentação, Hábitos Alimentares, Atividade Física




               INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA | Av. Dr. Francisco Sá Carneiro, 50 | 6300 - 559 Guarda | Tel.+351271220100 | Fax +351271222690