Revista Egitania Sciencia - SIEFLAS Edição Especial | ARTIGO

Título: CARATERIZAÇÃO DAS ATIVIDADES LÚDICOMOTORAS EM CRIANÇAS DA CIDADE DA GUARDA. ASSOCIAÇÃO ENTRE PRÁTICA LÚDICA, IMC E APTIDÃO FÍSICA

Autor: Nuno Serra (nserra@ipg.pt)* Andreia Silva (4andreiasilva@gmail.com)** Carlos Marta (carlosmarta@ipg.pt)*** Carolina Vila-Chã (cvilacha@ipg.pt)****
* Professor Adjunto da Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto do Instituto Politécnico da Guarda, Portugal. Membro da Unidade de Investigação para o Desenvolvimento do Interior (UDI). Doutorado em Ciências da Atividade Física e do Desporto pela Universidade de León. ** Aluna da Licenciatura em Desporto do Instituto Politécnico da Guarda *** Doutorado em Ciências do Desporto pela Universidade da Beira Interior. Membro da UDI. **** Professora Adjunta da Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto do Instituto Politécnico da Guarda, Portugal. Membro efetivo da Research Centre in Sports Sciences, Health Sciences and Human Development, CIDESD, Portugal. Membro da UDI. Doutorada em Engenharia Biomédica pela Universidade do Porto.
Publicação: Revista Egitania Sciencia - SIEFLAS Edição Especial

Resumo:
Assiste-se, em Portugal, à preocupação com o crescente sedentarismo entre as crianças em idade escolar associado à elevada taxa de obesidade infantil e ao aumento de iliteracia motora. Paradoxalmente, parecem colocar-se cada vez mais obstáculos às oportunidades de as crianças realizarem atividades lúdicas. O estudo tem como objetivo verificar as associações entre o número e tipo de jogos realizados por sujeitos pré-púberes, as componentes de aptidão física (ApF) e o índice de massa corporal (IMC). A amostra foi constituída por 108 crianças, de 10 e 11 anos, de um agrupamento de escolas da área urbana da Guarda. Para a recolha de dados referentes aos jogos praticados foi utilizada uma entrevista padronizada, adaptada de Serra (1992). A avaliação da ApF incluiu testes de capacidade aeróbia, flexibilidade, força e resistência muscular, através dos protocolos da bateria de testes Fitnessgram e velocidade (20m). Os dados revelaram o quase desaparecimento de jogos de lançamento no tempo livre das crianças, registando-se também valores muito baixos nos de saltos e outras práticas lúdicas com bola (exceptuando-se os de cariz desportivo). As crianças desta amostra com massa corporal e IMC mais elevados praticam menos jogos de atividade física, nomeadamente no que concerne aos jogos com bola (desportivos e tradicionais) e de corrida e perseguição. Os dados realçaram a associação entre o tipo e quantidade de jogos realizados em cada um dos contextos analisados e algumas componentes da ApF.

Palavras-chave: Jogos, Aptidão Física, Índice de massa Corporal




               INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA | Av. Dr. Francisco Sá Carneiro, 50 | 6300 - 559 Guarda | Tel.+351271220100 | Fax +351271222690