Revista Egitania Sciencia - Volume 25 | ARTIGO

Título: TEOR DE SAL DOS CEREAIS DE PEQUENO-ALMOÇO E A SUA CONTRIBUIÇÃO PARA O VALOR DE REFERÊNCIA

Autor: Renata Souto (rsouto@ufp.edu.pt), Adriana Pimenta (apimenta@ ufp.edu.pt), Rita Catarino (ritacat@ ufp.edu.pt), Fernanda Leal (fleal@ ufp.edu.pt)

Publicação: Revista Egitania Sciencia - Volume 25

Resumo:
As dietas contemporâneas são responsáveis por uma ingestão diária de sal muito superior ao recomendado e estão associadas a um aumento de várias patologias, das quais se destacam as doenças cardiovasculares. Neste contexto, é importante conhecer qual é a contribuição de alimentos consumidos com regularidade, como os cereais de pequeno-almoço, para o valor diário de referência (VDR) de sal. Este trabalho teve como objetivos avaliar o teor de sal nos cereais de pequeno-almoço, estimar o impacto do seu consumo no VDR e ainda avaliar a alteração do seu teor ao longo do tempo. Para isso, em 2010, foi determinado experimentalmente o teor de sal de um conjunto representativo de 13 amostras. O mesmo grupo de cereais foi monitorizado até 2019, para avaliar se existiam diferenças significativas face aos valores iniciais. Neste intervalo de tempo, verificou-se uma redução do teor de sal (valor médio de 1,1±0,6 para 0,8±0,4 g/100 g), apesar de se manter uma ampla variação (0,04 a 1,8 g/100 g). Conclui-se que uma porção de cereais, com um teor de sal médio, pode representar 3 a 7% do VDR para um adulto saudável, sendo este valor bastante superior para grupos de riscos e crianças.

Palavras-chave: cereais de pequeno-almoço, redução de sal, ingestão diária de sal, teor de sal




             POLITÉCNICO DA GUARDA | Av. Dr. Francisco Sá Carneiro, 50 | 6300 - 559 Guarda | Tel.+351271220100 | Fax +351271222690