Revista Egitania Sciencia - Especial Educação | ARTIGO

Título: FATORES SOCIOLINGUÍSTICOS NA INTEGRAÇÃO ACADÉMICA DOS ESTUDANTES DOS PALOP

Autor: Luísa Queiroz de Campos (lcampos@ipg.pt), Maria Paula Martins das Neves (marianeves@ipg.pt), Nelson Clemente S. Dias Oliveira (nelsonoliveira@ipg.pt), María del Carmen Arau Ribeiro (maricarmen@ipg.pt)

Publicação: Revista Egitania Sciencia - Especial Educação

Resumo:
As dificuldades de adaptação ao 1º ano do ensino superior têm sido objeto de reflexão em estudos vários, nacionais e estrangeiros, que de um modo geral colocam a ênfase em aspetos de transição e de desenvolvimento. No caso dos estudantes que vão estudar para o estrangeiro, aos problemas de transição e de adaptação a situações de maior autonomia, acresce a inserção numa cultura com traços distintos da sua, dentro de uma língua cujo domínio exige um patamar superior ao das funcionalidades do quotidiano. Neste trabalho analisou-se o facto de que, estando perante estudantes originários dos PALOP, se geraram expectativas de sucesso escolar e de interação em meio académico com professores que foram sendo parcialmente logradas. Tornou-se necessário abordar a questão, procurando respostas no nível de domínio que os estudantes tinham da língua portuguesa. Assim, através de um teste e de um questionário aplicados a um grupo de estudantes dos PALOP a frequentar cursos do IPG, procurou averiguar-se para quantos o português constituía língua materna e com que tipo de dificuldades linguísticas se depararam ao entrar em contacto com os falantes nativos de Portugal, designadamente professores.

Palavras-chave: domínio do português, PALOP, integração, mediação intercultural, ensino superior




             POLITÉCNICO DA GUARDA | Av. Dr. Francisco Sá Carneiro, 50 | 6300 - 559 Guarda | Tel.+351271220100 | Fax +351271222690