Revista Egitania Sciencia - Volume 26 | ARTIGO

Título: A FORMAÇÃO DOCENTE INICIAL EM PORTUGAL E NO BRASIL: UM ESTUDO DE CASO

Autor: Ana Flávia Abrantes (anaflaviaabrantes31@gmail.com), Mara Lúcia Rodrigues Costa (mara.costa@uemg.br), Maria Eduarda Ferreira Roque (eroque@ipg.pt), Florbela Lages Antunes Rodrigues (florbela.rodrigues@ipg.pt)

Publicação: Revista Egitania Sciencia - Volume 26

Resumo:
O presente estudo teve como objetivo analisar a formação docente de um curso de licenciatura em Portugal e o outro no Brasil, oferecidos por instituições públicas destes países. O corpus analisado resultou de questionários semiestruturadas aplicados a 20 licenciandos de Portugal e 16 do Brasil. A análise das respostas dos licenciandos, evidenciou que o modelo de formação docente português é desenvolvido de forma interdisciplinar. No Brasil verificou-se a existência de dois modelos, um interdisciplinar e outro tradicional. Sobre a iniciação à prática profissional, que visa preparar a integração nos contextos educativos profissionais em Portugal, os estudantes portugueses e brasileiros responderam que é realizada em escolas do ensino básico públicas e privadas. A respeito da forma como são desenvolvidas as atividades nesse momento, os estudantes de ambos os países responderam que é observacional, mas no Brasil pode incluir, já numa fase mais avançada, planejamento e execução de aulas. Em relação ao mercado de trabalho, a maioria dos graduandos relatou que ele não é tão satisfatório nos dois países. Embora haja convergências a respeito da formação recebida, de modo geral, foi possível identificar, pela análise das respostas dos graduandos, um avanço em direção ao desenvolvimento de práticas docentes, que permitiu aos futuros professores serem mais críticos e reflexivos.

Palavras-chave: formação de professores, formação inicial, estudo de caso




             POLITÉCNICO DA GUARDA | Av. Dr. Francisco Sá Carneiro, 50 | 6300 - 559 Guarda | Tel.+351271220100 | Fax +351271222690