Revista Egitania Sciencia - Volume 4 | ARTIGO

Título: FRACTURA FRÁGIL E DÚCTIL DE JUNTAS SOLDADAS

Autor: Arlindo A. M. Ferreira * (arlindoferreira@ipg.pt) e Awf Al-Kassir ** (aawf@unex.es)

Publicação: Revista Egitania Sciencia - Volume 4

Resumo:
Neste trabalho foi avaliado o efeito da energia de soldadura sobre os valores de tenacidade de juntas soldadas de aços. Foram realizadas soldaduras num aço estrutural de alta resistência, temperado e revenido (RQT 601 – British Steel Corporation). As soldaduras foram realizadas em chapas com 25 mm de espessura; para o efeito foi considerada a preparação de junta em K. A utilização desta preparação de junta teve como objectivo criar uma zona afectada pelo calor aproximadamente normal à superfície da chapa. O binário utilizado nas soldaduras foi o OK Flux 10.61/ OK Autrod 13.43 (ESAB). Foi usado um eléctrodo de 4 mm e energias específicas de 4 kJ/mm e 6.5 kJ/mm. Das soldaduras foram retirados provetes para análise química, para análise metalográfica e para o estudo da tenacidade, na zona fundida (ZF), na zona afectada pelo calor (ZAC) e no metal de base (MB). Os provetes Charpy foram retirados com orientação Y-X (entalhe segundo a direcção da soldadura). A ZF apresenta uma tenacidade superior à do MB, para qualquer das energias testadas. A ZAC apresenta, em qualquer dos casos, os valores mais baixos de tenacidade. Foi observada uma queda de tenacidade, nas zonas fundidas e zonas afectadas pelo calor, com o aumento da energia específica de soldadura.

Palavras-chave: Fractura, Juntas soldadas, Tenacidade, Teste Charpy V




               INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA | Av. Dr. Francisco Sá Carneiro, 50 | 6300 - 559 Guarda | Tel.+351271220100 | Fax +351271222690