Revista Egitania Sciencia - Volume 11 | ARTIGO

Título: PERCURSOS CURRICULARES PARA UMA ESCOLA INCLUSIVA: DA RETÓRICA À PRÁTICA DA INCLUSÃO

Autor: José Reis-Jorge (reisjorge@isec.universitas.pt) e Marco Ferreira (marcoferreira@isec.universitas.pt)

Publicação: Revista Egitania Sciencia - Volume 11

Resumo:
O presente artigo tem como objetivos discutir os princípios fundamentais orientadores da organização e da gestão curricular como resposta da escola à diversidade dos seus alunos e sustentar a ideia de que nem todos os modelos de currículo ditos abertos são compatíveis com uma prática educativa promotora de verdadeira igualdade de oportunidades e de sucesso educativo, face à heterogeneidade que caracteriza a população escolar. Com base num quadro teórico integrador de duas perspetivas curriculares concorrentes – currículos fechados e currículos abertos - são discutidos os conceitos de flexibilidade, diferenciação e adequação curricular, à luz das práticas educativas que lhe estão associadas e das abordagens curriculares mais propícias à operacionalização de tais conceitos. Esta reflexão, bem como a análise dos principais constrangimentos à concretização de aprendizagens significativas no seio dos modelos curriculares dominantes, permitem justificar o argumento de que as práticas de diferenciação, flexibilidade e adequação curriculares têm maiores possibilidades de se tornarem motores de aprendizagens verdadeiramente significativas em modelos curriculares abertos de inspiração construtivista, que se afastem radicalmente das metáforas predominantes nas retóricas tradicionalistas e progressistas para caracterizar a escola, o ensino e a aprendizagem.

Palavras-chave: currículo fechado, currículo aberto, flexibilidade, diferenciação, adequação




               INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA | Av. Dr. Francisco Sá Carneiro, 50 | 6300 - 559 Guarda | Tel.+351271220100 | Fax +351271222690